Venvanse-para-que-serve-Efeitos-para-estudar-bula-preçoVenvanse para que serve Efeitos para estudar bula preço

Indicado para tratar TDAH, o Venvanse começou a ser usado como “pílula da inteligência”

Venvanse para que serve

O Venvanse é um dos medicamentos usados como “pílula da inteligência”. Quem precisa de mais foco e disposição para estudar, por exemplo, acaba aderindo aos comprimidos, mas seu uso traz riscos imediatos e em longo prazo.

Desenvolvido inicialmente para tratar o TDAH – Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade, o Venvanse faz parte da família da anfetamina e é considerado um psicoestimulante. Sua atuação é direta no sistema nervoso central, aumentando a produção de dopamina e noradrenalina, os quais são os neurotransmissores responsáveis pela atenção, memória e regulação do humor.

Quando uma criança ou adulto sofre de TDAH, esse medicamento irá compensar a ação desses neurotransmissores por até 4h. Porém, a anfetamina que dá a base para a fórmula do Venvanse é tão potente, que o remédio só pode ser vendido com receita médica amarela, pois tem ainda mais chances de causar dependência do que qualquer outro tarja preta se usado sem as recomendações médicas.

Atualmente é vendido em caixas com dosagem que chega a 70mg; os concorrentes Ritalina e Concerta são encontrados em até 40mg e 50mg, respectivamente.

Os casos nos quais o paciente com TDAH recebe a indicação médica para iniciar a medicação com Venvanse ou Ritalina são marcados pela ausência de memória mais acentuada; mas a rotina de quem ingere esses medicamentos ainda tem outros remédios e tratamentos alternativos que irão amenizar seus efeitos colaterais e o risco de dependência – diferente de quem começa a tomar e está com o funcionamento do cérebro em dia.

Efeitos colaterais do Venvanse e similares

sem-foco-e-sem-concentraçãoDuas horas depois da ingestão, tanto o Lisdexanfetamina (Venvanse) quanto o Metilfenidato (Ritalina) irá proporcionar mais energia, euforia, concentração e redução do sono, apetite e cansaço. Por conta desses efeitos colaterais passaram a ser usados como pílula da inteligência e emagrecedor. Hoje são proibidos pela Anvisa.

As pessoas sem o transtorno de déficit de atenção, quando cogitam ou recomendam para conhecidos, analisam apenas os “benefícios” do Venvanse e da Ritalina e se desatentam para os efeitos colaterais desses medicamentos, os quais podem ser gravíssimos, como eventos cardiovasculares intensos, morte súbita, problemas para dormir, boca seca e dependência psicológica.

Vale ressaltar ainda que os primeiros sintomas percebidos pelos usuários dessa “pílula da inteligência” são: dor de cabeça, opressão no peito, em alguns casos o aumento da pressão e maior irritabilidade. Em seguida podem surgir problemas de ansiedade e nervosismo.

Qual melhor Venvanse ou Ritalina?

Qual melhor Venvanse ou RitalinaOs dois medicamentos foram formulados para tratar o TDAH– Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade e têm efeitos semelhantes, o que os diferencia é a composição e o tempo de duração.

O Venvanse é um Lisdexanfetamina, da família da anfetamina, e a Ritalina é um Metilfenidato. Em questão de dosagem a Ritalina é vendida de 10mg até 40mg, enquanto o Venvanse começa em 30mg e vai até 70mg. Por conta disso e pela anfetamina em sua fórmula, o Venvanse é considerado mais forte.

Outro fator que os diferencia é o tempo de ação. A Ritalina, mais fraca, irá durar de 3 a 8 horas; o Venvanse de 10 a 12 horas, porque se espalha pelo corpo, evitando os picos de humor e demais efeitos.

Onde comprar o Venvanse?

Como já foi mencionado neste artigo, o Venvanse é vendido apenas sob prescrição médica e pela receita amarela, por causa dos riscos de dependência psicológica que apresenta. No entanto, o medicamento pode ser encontrado em sites e todo tipo de farmácia.

Antes de iniciar o uso, procure o médico.

Como melhorar o desempenho no trabalho e nos estudos?

Se o objetivo é dar conta de todas as demandas do trabalho, conseguir estudar mesmo depois de um dia cansativo ou passar em uma prova bem concorrida, o ideal é procurar um profissional que possa orientar e recomendar a melhor opção para cada paciente.

O uso de medicamentos sem a recomendação médica e que possuem históricos de efeitos colaterais graves devem ser evitados se a pessoa não predispõe dos sintomas para os quais são indicados.

Da mesma forma se forem percebidos os sintomas de distúrbios como o TDAH, o mais seguro é procurar um médico especializado, porque só ele será capaz de analisar adequadamente e detectar se há ou não algum problema neural, suas causas e tratamento; assim como poderá indicar técnicas mais seguras e eficazes.